Veja as Doenças que mais dão afastamento no INSS e como GARANTIR o auxílio.

9/22/2014

 

 

 Confira quais são os problemas que mais garantem o auxílio-doença no INSS. Os dados foram obtidos por meio da lei de Acesso à Informação e se referem ao período de janeiro a julho de 2014.

 

NO ESTADO DE SÃO PAULO

 

1º - FRATURA DO PUNHO E DA MÃO

2º - TRANSTORNO DE DISCOS INTERVERTEBRAIS (nas costas) 

3º - FRATURA DOS DEDOS

4º - LESÕES DO OMBRO

5º - TUMOR NO ÚTERO

6º - DOR NAS COSTAS

7º - TRANSTORNOS MENTAIS E COMPORTAMENTAIS DEVIDO AO USO DE MÚLTIPLAS DROGAS

       E AO USO DE OUTRAS SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS.

8º - HÉRNIA NA VIRILHA

9º - DEPRESSÃO

10º - TRANSTORNOS INTERNOS DOS JOELHOS 

11º - FRATURA DE PERNA, INCLUINDO TORNOZELO

12º - FRATURA DE PUNHO

13º - COLELITÍASE (pedras na vesícula biliar)

14º - FRATURA DE PÉ

15º - FRATURA NA REGIÃO DA MÃO (metacarpo)

16º - FRATURA NA REGIÃO DO PÉ (metatarso)

17º - DOR LOMBAR

18º - VARIZES NAS PERNAS 

19º - APENDICITE AGUDA

20º - SINDROME DO MANGUITO ROTADOR (nos músculos que ligam ao ombro)

 

Como Garantir 

 

Para ter direito ao auxílio doença ou a qualquer outro benefício por incapacidade o segurao preisa passar por uma perícia. Antes, é preciso agendar o atendimento em um dos canais do INSS.

 

 

PELO TELEFONE

É preciso ligar no 135 e agendar o pedido. Será marcada uma perícia médica.

 

PELO SITE

O segurado deve acessar. www.inss.gov.br e escolher "Requerimento de auxílio-doença"

 

 

O que levar na perícia

 

LAUDO MÉDICO

O laudo deve detalhar o problema de saúde do segurado e como ele impede o trabalho. O ideal é que o laudo tenha também a CID (Classificação Internacional de Doença).

Se for emitido por um profissional do SUS (Sistema Único de Saúde), será ainda melhor. Esse médico tem a chamada fé-pública, o que dá mais garantia ao documento.

 

EXAMES

Leve todas as radiografias, os ultrassons, as tomografias e os hemogramas. Os relatórios com os resultados devem estar anexados.

 

RECEITAS E ATESTADOS

Ajudam a mostrar a situação frágil do segurado.

 

 

Se o INSS negar o auxílio

 

O segurado poderá fazer um pedido de reconsideração ou pedir para passar por uma nova perícia.

 

RECONSIDERAÇÃO

Será preciso provar ao médico que existem novas provas de sua incapacidade. Esse pedido deve ser feito em até 30 dias após o segurado ser informado de que o auxílio foi negado. Caso os pedidos de prorrogação e reconsideração do segurado tenham sido indeferidos e o mesmo ainda esteja incapacitado para o trabalho, há possibilidade de ingressar em Juízo, para o fim de requerer a concessão/restabelecimento do auxílio-doença, bem como, a aposentadoria por invalidez, caso este já esteja afastado pelo INSS há mais de 2 anos.

 

 

 

 

 

Tags:

Please reload

Posts em Destaque

Liminar obriga Receita Federal a julgar restituição de contribuição previdenciária. Mais uma liminar Ganha pelo escritório Oliveira e Garcia

March 28, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo