NOSSO ENDEREÇO 

Rua Inglesa, 222 - sala 23

Bairro Parada Inglesa

São Paulo - SP | Cep: 02245-020

50 metros do metrô Parada Inglesa

NOSSO ATENDIMENTO 

De Segunda à Sexta

09:00 às 17:00 h

Atendimento apenas com horário marcado

email: contato@oliveiraegarcia.com.br

CONTATO

11 2241-2955 | 11 93145-6009

Copyright 2013 Oliveira e Garcia. Todos os Direitos Reservados.

Site desenvolvido por

Para pagamento de dívida trabalhista, TRT-RS autoriza penhora parcial de salário depositado em conta-poupança

A Seção Especializada em Execução (SEEx)

do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS) considerou válida a penhora de valores em uma conta-poupança que era utilizada como conta-corrente. Os desembargadores mantiveram decisão da juíza Simone Silva Ruas, da 1ª Vara do Trabalho de Rio Grande.

 

Na fase de execução do processo, o réu alegou que os valores bloqueados eram impenhoráveis por ser oriundos de salário e depositados em conta-poupança -- aplicação classificada como impenhorável no art. 833, inciso X, do Código de Processo Civil (CPC).

 

Conforme o relator do acórdão, desembargador Fabiano Holz Beserra, as movimentações constantes na conta descaracterizam a finalidade de poupança protegida pela lei. “Diante do depósito integral do salário e da extensa movimentação ocorrida na referida conta poupança, consoante se verifica no extrato do referido mês, resta claro que a referida conta é utilizada pelo executado como conta corrente, não se beneficiando da impenhorabilidade prevista atualmente no art. 833, inciso X, do novo CPC”, cita a decisão. Além disso, o magistrado lembra que o §2º do art. 833 do Código de Processo Civil permite a penhora de salário e poupança em casos que envolvem verba alimentar, independente da origem, e o §3º “coloca no mesmo nível a dívida de natureza alimentar e trabalhista, reconhecendo assim a semelhança da natureza de tais créditos”. De acordo com o magistrado, a única limitação na penhora é que o bloqueio não pode ultrapassar 50% dos valores líquidos depositados a título de salário no mês correspondente.

Decisão selecionada da Edição nº 197 da Revista Eletrônica do TRT-RS.

Processo n. 0064300-97.1999.5.04.0121

Please reload

Posts em Destaque

Liminar obriga Receita Federal a julgar restituição de contribuição previdenciária. Mais uma liminar Ganha pelo escritório Oliveira e Garcia

March 28, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo